Endoscopia Digestiva

Endoscopia Digestiva

A endoscopia digestiva consiste em um método de investigação de doenças do esôfago, estômago e intestinos através de tubos flexíveis introduzidos pela cavidade oral ou anal. A que utiliza a cavidade oral chama-se endoscopia digestiva alta e a que utiliza a cavidade anal designa-se colonoscopia. Esses instrumentos permitem visualizar a mucosa (revestimento interno) do tubo digestivo, e realizar uma detalhada avaliação, assim como coletar material ou mesmo realizar pequenas cirurgias.
Inicialmente, examina-se o órgão como um todo, para verificar se há alguma alteração em seu revestimento. Na prevenção do câncer, é método bem estabelecido, especialmente do câncer de estômago, esôfago e intestino grosso. Lesões superficiais podem ser removidas durante o procedimento endoscópico, evitando-se desta forma a cirurgia convencional.

Como se realiza?

Existe um receio dos pacientes quando lhes é solicitado a endoscopia, porque a palavra endoscopia está associada a algo que vai nos impedir de respirar, ao mesmo tempo em que algo entrará em nosso organismo. Na realidade os procedimentos endoscópicos nos dias de hoje são indolores. Tanto a endoscopia alta quanto a colonoscopia são efetuadas sob sedação endovenosa que não deixa o paciente sentir dor ou desconforto. A respiração do paciente é normal durante o exame, e sua oxigenação é controlada através de equipamentos. A duração do exame de endoscopia digestiva alta é de 5 a 10 minutos, podendo prolongar-se em situações mais complexas.

Orientações para o Exame

– Fazer jejum de 12 Horas;
– Trazer toalha de rosto;
– Trazer um acompanhante;